Close

Análise de Investimentos

Julho 2, 2017

Método de Avaliação

  •  1 Mini-Teste – 10%
  •  1º Trabalho de Grupo – 10%
  • 2º Trabalho de Grupo – 15%
  • Assiduidade e Participação do aluno nas aulas – 5%
  • Exame Final – 60% na nota final e com nota mínima de 7,5 valores.

Corpo Docente

  • Sérgio Filipe Marques da Costa Ferreira

Testemunhos

Olá, chamo-me Bruno Monteiro Baptista e venho dar o meu testemunho sobre a unidade curricular Análise de Investimentos.
Enquanto aluno de Finanças do ISEG, chegando ao 3o ano, somos confrontados com a cadeira Análise de Investimentos, cadeira opcional noutras licenciaturas.
Foi na minha opinião, uma das melhores cadeiras que tive no decorrer da licenciatura, muito simples, mas complexa e difícil ao mesmo tempo, pois combina conceitos e conteúdos de varias u.c. como Contabilidade Geral (CG), Cálculo e Instrumentos Financeiros (CIF), Gestão Financeira (GF) e Mercados e Investimentos Financeiros (MIF).
O gosto pela cadeira tem diversos motivos, começando pelo professor, Sérgio Ferreira, muito peculiar (tendo em conta os professores que tive ao longo da minha vida enquanto estudante) tanto pelo à vontade com os alunos, como pela postura. No entanto foi um excelente professor, nunca saí de uma aula com duvidas sobre o conteúdo lecionado nessa mesma aula. Outro motivo foi o meu interesse pessoal pela área financeira, muito abordada nesta u.c; temas como o NPV, a TIR, a TIR modificada, o CAPM ou o Risco são recorrentes e suficientemente aprofundados comparativamente com outras cadeiras.
Com esta cadeira aprendi, por exemplo, como são calculados os Cash Flows futuros, tão abordados noutras cadeiras (como GF), mas só nesta explicado o raciocínio envolvido por trás do seu cálculo; aprendi ainda como avaliar investimentos e como compará-los uns com os outros recorrendo a diversos instrumentos financeiros.
Esta cadeira possui ainda um dos trabalhos de grupo mais trabalhosos e gratificantes do curso. O trabalho consistia em imaginar uma empresa, de qualquer ramo de negócios e avaliar a sua rentabilidade e risco. Este trabalho obrigou me a rever conceitos de várias cadeiras, para além de me obrigar a mexer e aprender a trabalhar com as folhas de cálculo do Excel. Foi muito trabalhoso e envolveu o dispêndio de imensas horas, mas valeu a pena quando concluído e apresentado em aula á turma e professor, enquanto ideia de negócio.
Por fim, basta-me apenas recomendar a escolha desta u.c. curricular a quem não a possuí como obrigatória na sua licenciatura, aprendi de facto algo com ela e, apesar de trabalhosa, é relativamente fácil tirar boa nota.

Bruno Monteiro Baptista nº44075
Finalista de Finanças no ISEG

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *