Close

Fiscalidade

Julho 3, 2017

Método de Avaliação

  • Não disponível

Corpo Docente

JOSÉ ANTÓNIO DE AZEVEDO PEREIRA
JOÃO PAULO MORAIS CANEDO

Testemunho

A cadeira de fiscalidade é bastante trabalhosa. Para começar quero referir que a avaliação consiste em 2 trabalhos, 1 teste intercalar e 1 exame (só com a matéria que não saiu no teste intercalar). Os trabalhos são exercícios, um sobre IVA e outro sobre IRC, são muito complexos e no meu ano inclusivamente faltava dados e havia gralhas o que me impossibilitava calcular os respectivos impostos . Esses trabalhos são em grupo, e são muito mais difíceis do que o exame. Falei com o meu professor sobre a falta de dados no trabalho, e apesar de admitir o erro não fizeram nada para o corrigir, completamente inadmissível!! Não há no aquila correções de exames e os exercícios são muito poucos para o que a cadeira exige. A sorte foi um professor, João Canedo, nos dar uma sebenta POR E-MAIL, antes dos testes com alguns exercícios com resoluções. Tive que comprar livros extra, que não fazia parte da bibliografia, para conseguir compreender melhor a matéria. No entanto, se fosse escolher de novo as minhas optativas voltava a escolher fiscalidade, e a razão é só uma: a cadeira é essencial, e não me sentia confortável acabar uma licenciatura sem conhecimentos de fiscalidade.
Com trabalho, dedicação e esforço é possível fazer a cadeira com sucesso. No entanto, é preciso ter alguma paciência para a má organização da cadeira.

Catarina Marques Figueiredo

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *